12 de dez de 2010

Ana (Jurandir Bozo)




Ainda esta longe demais de mim
E ao perceber tal distancia, eu penso em calar
Calar meus olhos e meus pensamentos
Eles que buscam por Ana mesmo distante
Quem me dera ter o dom de manipular o tempo
Ou os espaços geográficos
Quem me dera poder ter Ana mais perto
Mas quando a vejo é que entendo
 Há algo além da geografia
Que me impede de chegar a Ana
Algo bem maior que física ou as explicações lógicas
Sim! Eu sei que na única vez que toquei em Ana
Meu espírito sorriu tímido e me veio um arrepio assustador
Ela contida mal sorriu, mas iluminava todo rol
A boca de Ana me roubava os olhares
Condiziam-me a fantasiar tolices
Como gostaria que os segundos e minutos
 Fossem mais compreensivos
Mas não, ela apenas se foi
E numa despedida desconsertada
Eu mais uma vez pateta atrapalhado
- Como não soube conduzir-me diante dela?
O que ela pensa de mim?
Talvez Ana tenha roubado bem mais que os olhares
Ana levará consigo um pouco dos meus sonhos
Dos meus pecados e arrependimentos
Linda! Assustadoramente linda...
Assim se seguem os dias e só aumenta a distancia
E Ana vai se afastando minuto a minuto
Palavra a palavra, Janela a janela...
Eu aqui passivo a observar seus perfis e fotografias
Já sinto que Ana não me pertence
Ou nunca me pertencerá
Seus beijos, suas curvas e pernas
Seu gosto, seu gozo e seus pensamentos
O amor de Ana, as paixões de Ana
Elas se encontram em outro planeta
 Moram nas estrelas e fazem mistérios
Respiram outros ares
Mergulha em outros mares
E vive em outra vida
Ainda me pergunto o que fica de Ana
Já que a sinto indo e indo, sem despedidas
Como quem vai para constelações mais distantes
Em mim fica de Ana um vazio
De algo que nunca tive
Um desejo de quase amor, quase paixão
Uma volúpia acelerada, algo ainda maior que eu
Uma vontade de quero mais do que nunca provei
Seu corpo, seus seios, seus pés, sandálias e saltos
Suas coxas, sua boca, minha língua ou minhas mãos
Que em frenesi decifrariam em braile
Os segredos impressos na pele e nos pelos seus...
Ficam minhas intenções não realizadas
Uma carta aos meus anseios mais profundos
De Ana fica uma lembrança prazerosa
Dos meus sonhos e delicias
Que se renderam a ela.

19 comentários:

Júlia disse...

Ju, mais um poema lindo...

Saudades de você.

Fica com Deus.

Julia disse...

ahhh e quem é essa Ana?

Anônimo disse...

Quem é Ana? :)

Rita Mendonça disse...

Meu encanto por este artista não é de hoje; e nem é segredo.
Sou fã incondicional deste encantador de serpentes que habita os palcos dessas Terras Caetés.
Ouço o som de sua voz ou a batida de sua percussão, e sigo em feitiço, para somente acordar do transe quando se apagam as últimas luzes do palco e baixam as cortinas. Também sigo suas letras, pois é assim que me sinto mais perto de sua alma. Jurandir Bozo, me alegro por ser testemunha de todas essas demonstrações dos seus talentos.

Anônimo disse...

Que lindo poema Jurandir!!
Parabéns

Lívia Amaral

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

Ju... Que saudade de vc viu... To aqui já louco pra que chegue a hora de ver Sofia. rs... Grato pelo comentário.

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

E quem é Ana... Quem sabe Ana já não esteja ai em off perguntando tb. rs

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

Rita... Vc foi uma das melhores coisas que a arte me trousse. Uma estrela que caiu do céu e preencheu minha vida. Quero-te muito bem por tudo. E nunca se esqueça que eu tb sou seu fã e quando pedir pra comentar n esperava isso não. To muito emocionado.

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

Livia... Que honra receber um comentário seu aqui. Adorei a sua forma de escrever e espero ficar antenado e na moda... rs. Grato pela delicadeza.

Capitu disse...

Estou encantada! E mais ainda por ser "Ana"!

Beijo, querido!

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

Grato pela visita e pelo comentário.
Olhem ai... Quem sabe seja ela a Ana do poema... Só nos vimos uma vez lembra... E se não me engano isso é citado, de só ter tocando em Ana uma vez... rs

Xero e volte sempre...

Capitu disse...

Por isso mesmo!

Sabe-se lá...
Um beijo

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

É... Sabe-se lá...?!... rs
Xero

Mariana Marques***... disse...

A verdade é que Ana vem de Mari-Ana rsrsrs....
Consegui respirar duas vzs do começo ao fim, pq ele te leva e vc vai e vai e vai,e Quando percebi ta vc e ele acariciando em braile as coxas de Ana.
Artistas inventaram mentiras pra dizer a verdade? Tá aí um que pega as """verdades(?)""" e transforma em sensações.

aDOreI !!!

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

Amor meu... rs. Se fosse vc seria - Mar I Ana...Lembra? rs...
Es uma irmã querida e amada do fundo das minhas forças...
E quem sabe Ana venha ver o poema e tenha coragem de comentar ele como todos aqui ja fizeram... Basta então Ela e Eu sabermos quem é Ana.

Anônimo disse...

Sinceramente, voce nao ter recebido meu primeiro comentario foi o fim da minha comoçao! kkkkk
Bem, a verdade é que tu me fez chorar por lembranças que me fez lembrar, e por muita sensibilidade minha ultimamente.
Tuas poesias "loucas" me fazem viajar, isso é muito bom, o ruim é essa minha sensibilidade ao extremo qaue me faz ficar toda derretida.
Continue com essas loucura que há dentro de voce, e que é expressada delicadamente (nao sei se é essa a palavra que quero usar) com tuas poesias.
Estais me devendo o que te pedi, ok?

Um beijo, gosto que só de voce!

Karla Lima

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

Ow meu anjo fico emocionado com suas palavras...
Grato mesmo pela delicadeza.
Xero

Anônimo disse...

Menino do céu! "Me amarrote que eu estou passada!" rsrs
Não imaginei que ANA causasse isso tudo em você!
Imaginação fértil, hein criaturinha?!! rsrs
Diante disso, não tenho nem palavras, juro!
Fico muitíssimo grata por ser 'inspiração' de alguns de seus LOUCOS poemas! Grata e assustadoramente envergonhada!Que imaginação absurdamente fértil você tem! rsrs
O que penso de você? Ah, nada mal, pode crer!Você é um fofo, sempre muito gentil e agradável de se conversar, de sorrir, além de (pelo que pude perceber) um artista espetacular! Continue arrancando sorrisos, MAS principalmente, sorria você também!
Ah!Eu não roubei seus sonhos viu?! Rum...Longe de mim! rsrs Se o fiz, devolvo-os!
Deus te abençoe grandiosamente.
Milhões de sorrisos pra você.
Da insuportávelZINHA, ANA.

Jurandir Bozo (Fábio Sirino) disse...

Pronto... Ai esta Ana.
O que dizer alem do que ja escrevi...?