14 de jul de 2013

Ela nos Meus Olhos (Jurandir Bozo)



Meus olhos correm para longe de mim
Vão sem medo da chuva
Suados a sobra da distancia que se impôs
Sozinhos eles se fecham para o mundo
Buscando caminhos inóspitos
Morrendo de vontade de sorrirem para você
Morrendo de vontade de se enxergarem em seu olhar
Assim suados eles instigam tremores e desejos
Aos extremos da minha imaginação
Da dor ao prazer
Todo meu corpo lhe espera
Todo ele lhe deseja
Suas curvas e texturas
Seu cheiro e seus segredos
Contados feito um sopro na nuca
Ou um convite para dançar no escuro
Mas solitários meus olhos se calam
Dormindo para o mundo
E acordados para você