31 de mai de 2012

Démodé (Jurandir Bozo)





Penso que já seja tarde para ainda esperar
Quando se percebe na mais plena monotonia
Não se tem saco para filosofar sobre finais edificantes
Apenas se constata as ausências
O amor que não veio
A grana que faltou
A foda ínfima e insatisfatória
Penso e logo hoje resolvi listar prioridades
Velho mais que os anos que meu RG constata
Sou ainda o idiota que escreve poesia
Que espera viver paixões
Paixões reais e acaloradas
Com dramas e dilemas complexos
Com exigências e pactos de sangue
Ou mesmo as mais leves e insossas
Tudo certo demais, dia pra trepar
Domingo com macarronada e sem futebol
Aquelas que ainda exige andar de mãos dadas
Eu me ariscaria a viver essa chatice
Viveria hoje qualquer paixão que me acometesse
Virtuais até
Das que se exibem na distancia
As que motivam a fantasia e a masturbação
Sem beijos, sem toques e sem cheiro
Mas mesmo assim eu viveria uma paixão virtual
Pois ao menos seria melhor que nada.
Melhor que a espera que vivo hoje.



Nenhum comentário: