14 de mar de 2016

Bom Dia (Jurandir Bozo)





Antes que comece a ler
Quero lhe dizer
Que essa pode não ser a minha melhor poesia
Pode não causar suspiros e falta de ar
Pode não enlouquecer essa Mulher
A quem hoje escrevo
Mas essa poesia vem feito um bom dia
Singelo a desejar uma ótima semana
Quem no fundo das intenções
Gostaríamos de ter acordado ao lado
Sem capciosidade
Ele não falará de sexo
De vazios ou paixões
Palavras que em meus dedos se repetem
Esse poema é a tentativa de encontrar
Algo que traduza
O sentimento de uma madrugada
Sem saber especificar
Qual conversa teria despertou meu encanto
Mas foi você
Sim você
E mesmo sem saber como foi capaz
Foi você
Que veio e ficou
Ficou e leu-me como nunca fui lido
Com minhas loucuras e doçuras
Que me libertam e me prendem
Que me externam e me escondem
Talvez por sermos démodé
Seus olhos alcancem minhas meias verdades
Sem querer explicações aos nossos sentimentos
Pois as palavras nos arrebatem e pronto
Assim mesmo sem explicações
Por isso que esse talvez não seja um bom poema
E talvez ele não tenha a mínima intenção de ser
Talvez ele só queira fazer-me sentir-se perto
Andando pelas ruas antigas e desertas
Indo com você ate a porta de sua casa
Não, talvez não seja isso
Talvez ele queira lhe levar ao trabalho
Desperto um ar de felicidade
Para que tenhas apenas um excelente dia
E quem sabe possa ate lembrar de mim


Nenhum comentário: