28 de set de 2012

Musica Para os Olhos (Jurandir Bozo)





Por entre conceitos
A distancia descorre em palavras
Próximas ou distantes
Envolvem-nos os encantos
Do que projetamos como discurso
Ou mera propaganda do que se deseja
Escorrendo entre os dedos pedaços de nos
Em símbolos que rabiscam a tela
Partes singulares de nossas vidas
Tudo aquém a beleza que escondes
O antídoto a sua contra indicação
Assim como o vento
Livre e selvagem
Eu não me assusto com suas campanhas
Nossos objetivos não precisam ser os mesmos
Para harmonizarmos nossas intenções
Como musica para cinema mudo
Danço sobre as fantasias
Como se minhas mãos
Estivessem a tocar em suas curvas
E afinasse nosso ritmo pela aceleração
Inspirando e espirando, assim indo e voltando
De mãos dadas a desafiar o oceano
Com a profundidade terna do seu olhar
E a minha vontade de viver
Que não me deixar partir
Sem antes fantasiar mais uma paixão
E todas as suas delicias
Desenhadas em mais um cigarro
E saboreada em mais uma doze
Pois nem na distancia
Protegemos totalmente o coração


Nenhum comentário: