16 de jun de 2017

Estrela Cadente (Jurandir Bozo)




Desculpe-me por ser quem sou
E por enxergar-te como eis
Muito além do que percebes de ti
Desculpe-me por ter sido franco e fraco
Por dizer-te a máxima verdade que nos cabia
Quando deveria era ter calado
Desculpe-me pela entrega
Por todas as vezes que neguei minhas vontades de não
Para a ti dar um sim

Ainda olho os céus
Admiro as estrelas e sonho com elas
Faço pedidas as estrelas cadentes
E isso será para sempre
Por mais que meus pedidos não se realizem nunca
Eu sou mais um banana que sobrevive às expectativas
Versos e musicas
Risos e beijos
Beijos e lagrimas
Lagrimas e fins
Fins e meios
Meios que não se justificam mais
Mas enfim
Fim

(a pontuação fica a seu critério... bem como o entendimento) 


Nenhum comentário: