24 de mai de 2017

Dia 03 de Abril (Jurandir Bozo)



Antes que nossos caminhos se estreitassem
Eu já não enxergava nada
Vitrines
Propagandas
Manchetes
A vulgaridade cotidiana das cidades grandes
Nada alem isso
Bastava-me o meio
O quase
Incompleto
Na frieza das amizades virtuais
Posts
Likes
Compartilhamentos
Eu em processo
Volúvel
Volátil
Um descrente cansado
A caminhar vagarosamente para a linha do infinito
A seguir sem medo do fim
Cuspindo certezas
Engolindo duvidas e confusões
Algo tipo uma poluição cronológica
Entre as decepções e as esperanças
Dos anos que até hoje sobrevivi
Muito alem dos meus pecados
Das infrações e crimes
Minha sentença foi longa
Condenado as convenções
Forçado a viver e sorrir
Mas a pouco sentir sua presença
Seu cheiro
Eu quase lhe vi
Quase fui ao seu encontro

Quase



Um comentário:

Lela disse...

Lindo poema! Sempre ótimos seus escritos. Bjs