8 de dez de 2016

Despretensiosa (Jurandir Bozo)




Ao chegar a meus olhos
Teu sorriso me iluminou
 E foi tão sem querer encontrar a tua luz
Que quase me perdi
De mim... dos meus...
Do que preciso ainda descobrir de ti
Entre as tuas pernas cruzadas,
Teus risos e teus encantos
Um charme quase perdido
Na profundidade do teu olhar
E eu sem certezas
Sem bom dia
Sem diálogos
Sem mais
Respostas e perguntas
Tua beleza
E a ponta de tristeza que vem de te
Assim despretensiosamente
Me rouba os pensamentos
E não me deixa dormir


Nenhum comentário: