24 de nov de 2014

O Riso D’Ella (Jurandir Bozo)





Ela quando olha pra mim
Sorrir
E eu de tanto olhar pra ela
Fico tonto imaginando seus sabores
Recordando seu cheiro
Sua cor de terra do sertão
Seu ar de inocente
Que guardo nos olhos
A pureza dos que não descobriram o pecado
E assim sem peso
Ela olha pra mim
E sorrir
Seu riso e cheio
É grande feito um rio
Repleto do que eu ainda não sei
Mas é algo que mesmo desconhecido
É de uma beleza tão grande
Que fico sem conseguir
Tirar meus olhos do riso D’Ella

Nenhum comentário: